Quanto Ganha um Jovem Aprendiz?

Esta é uma dúvida bastante frequente entre aqueles que estão iniciando a sua carreira profissional. Muitos deixam de assumi uma vaga por receio ou dúvida quando ao salário. É preciso ficar esperto, pois o Programa Jovem Aprendiz tem regras próprias. Agora você encontrar uma oportunidade como jovem aprendiz, e saiba como são e quais são as regras de remuneração e o salário básico para este segmento.

De acordo com o divulgado pelo Ministério do Trabalho e Emprego, a lei do jovem aprendiz garante ao aprendiz o direito ao salário mínimo-hora, que é de R$ 3,08 por hora pela vigência do ano de 2013, garantido em lei, considerando, caso exista, o piso estadual. Há ainda alguns benefícios, como o vale-refeição, o vale-transporte, assistência médica, odontológica, entre outros, dependendo da empresa. Muitas empresas oferecem ajuda de custo em cursos e educação.

É importante entender que, segundo a lei, o aprendiz não pode ter qualquer desconto no salário, apenas se o jovem aprendiz faltar ao curso de aprendizagem.

O que é um Jovem Aprendiz

A lei define o aprendiz como sendo o jovem que estuda e trabalha, recebendo, ao mesmo tempo, formação na profissão para a qual está se capacitando. É obrigatório estar matriculado na escola regular (no caso do Ensino Médio) ou estar cursando e frequentando instituição de ensino técnico profissional conveniada com a empresa (como o SENAI ou qualquer escola técnica).

Saiba que se você tem de 14 a 24 anos incompletos que esteja cursando o Ensino Fundamental ou o Ensino Médio, pode se cadastrar em uma das oportunidades de jovem aprendiz nas empresas. As vagas são muitas pois as empresas são obrigadas a contratar de 5% a no máximo 15% do seu quadro de funcionários como jovens aprendizes.

Cálculo do salário do Jovem Aprendiz

O cálculo do salário do jovem aprendiz é estabelecido pelo Ministério do Trabalho, que afirma que a empresa deve-se considerar o total das horas trabalhadas, computadas as referentes às atividades teóricas, além do repouso semanal remunerado e feriados, não contemplados no valor unitário do salário-hora.

Esta é a fórmula do cálculo do Jovem Aprendiz:

Salário mensal = salário hora x horas trabalhadas semanais x semanas do mês x 7 dividido por 6

O bolsa-auxílio, nome dado à remuneração do Jovem Aprendiz deve estar de acordo com o piso adotado pelo estado ou salário mínimo-hora. O salário é composto, desta forma, pela remuneração referente às horas práticas trabalhadas e às horas de estudo teórico.

O Jovem Aprendiz tem estes itens garantidos por lei:

• Carteira de Trabalho assinada,

• Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS),

• Férias

• 13º salário.

O Jovem Aprendiz tem a jornada de trabalho diária limitada a no máximo 8 horas para aqueles que já concluíram o Ensino Médio, variando de 4 a 6 na maioria dos casos.

Vídeo sobre remuneração do Jovem Aprendiz

Assista o vídeo e entenda melhor a remuneração adequada para o jovem aprendiz:

Seja um Jovem Aprendiz

Antigamente, o jovem trabalhador encontrava uma dificuldade imensa para se inserir no mercado de trabalho. Hoje, isso mudou. É possível começar uma carreira a partir do Programa Jovem Aprendiz. É uma ótima oportunidade de iniciar a carreira, adquirir novos conhecimentos e ainda ganhar um salário para ajudar na sua independência. Até mesmo as famílias de baixa renda são beneficiadas. E o objetivo do bom Jovem Aprendiz é conquistar uma vaga definitiva.

Basta fazer uma pesquisa na internet para encontrar os sites que oferecem vagas nas principais empresas do país e de sua região. O CIEE – Centro de Integração Empresa-Escola também pode oferecer oportunidades imperdíveis.

Mandamentos do Jovem Aprendiz

- Aproveitar a oportunidade, se inserir no mercado de trabalho e obter experiência.

- Aprender uma profissão com os treinamentos da empresa.

- Continuar estudando e se formar para garantir uma oportunidade ainda melhor no futuro.

- Saber administrar o tempo, de trabalho, de estudo e de lazer.

- Ficar de olho em oportunidades nesta ou em outra empresa com foco na efetivação.

- Fazer o melhor trabalho possível e começar a sua vida profissional com o pé direito – pois isso é bastante reconhecido.

- Desenvolver-se profissionalmente, aprendendo a trabalhar em equipe e a respeitar as pessoas de uma forma geral.

Leia também: Lei do Jovem Aprendiz

Gostou? Então compartilhe:

Compartilhe suas ideias! Deixe um comentário...